25 de out de 2017

A insustentável leveza do ser

Autor: Milan Kundera
Editora: Nova Fronteira
Páginas: 314
Sinopse: "É um livro em que o desenvolvimento dos enredos erótico-amorosos se conjuga com extrema felicidade à descrição de um tempo histórico politicamente opressivo e à reflexão sobre a existência humana como um enigma que resiste à decifração - o que lhe dá um interesse sempre renovado. Quatro personagens protagonizam essa história - Tereza e Tomas, Sabina e Franz. Por força de suas escolhas ou por interferência do acaso, cada um deles experimenta, à sua maneira, o peso insustentável que baliza a vida, esse permanente exercício de reconhecer a opressão e de tentar amenizá-la."

Não sei nem como começar a escrever sobre esse livro, ele é daqueles que temos que ler no momento certo, daqueles que tem que estar disposto a interpretar, a reler alguns trechos se for preciso, a grifar... e olha, o meu exemplar eu grifei quase todas as páginas, pois tem muito conteúdo, tem muita filosofia, muitos questionamentos e explosão mental. Kundera conseguiu misturar romance com filosofia, história política e muitas outras coisas e formou essa obra prima. 
As pessoas me falavam dele com tanto entusiasmo e paixão que tive que passar na frente da minha fila de leituras, principalmente depois que encontrei num sebo, ele tinha acabado de chegar, nem havia sido catalogado ainda e eu por "acaso" estava passando por lá e resolvi entrar. O livro foi o meu "Es muss sein" (tem que ser).
Ele conta a história de quatro personagens que de alguma forma se cruzam, direta ou indiretamente, mostra o peso e a leveza na vida de cada um, mostra que todos somos bons ou maus, tudo depende do contexto e da situação. Tereza, Tomas, Sabina e Franz são pessoas normais, com histórias um pouco loucas em um tempo de guerra, em um tempo em que pensar poderia ser considerado crime, eles existem, eles amam, eles transam muito, eles são humanos com problemas de humanos exatamente como nós.
Mas essa humanidade é escrita por Kundera de uma maneira tão filosófica e tão terna que faz com que você mergulhe naquele mundo medíocre deles e se deixe levar pela história. Não tenho mais o que falar, apenas leiam quando sentirem que devem, porque é assim que os livros funcionam pra mim, eles chegam quando tem que chegar... es muss sein.

Alguns quotes que grifei:

"O homem, porque não tem senão uma vida, não tem nenhuma possibilidade de verificar a hipótese através de experimentos, de maneira que não saberá nunca se errou ou acertou ao obedecer a um sentimento. Tudo é vivido pela primeira vez e sem preparação. Como se um ator entrasse em cena sem nunca ter ensaiado".

"Tem de ser assim, Tomas repetia para si mesmo, mas logo começou a ter dúvidas: teria mesmo de ser?"

"No começo do Gênese está escrito que Deus criou o homem para reinar sobre os pássaros, os peixes e os animais. É claro, o Gênese foi escrito por um homem e não por um cavalo. Esse direito nos parece natural porque somos nós que estamos no alto da hierarquia. Mas bastaria que um terceiro entrasse no jogo, por exemplo, um visitante de outro planeta a quem Deus tivesse dito: 'Tu reinarás sobre as criaturas de todas as estrelas'... O homem atrelado à carroça de um marciano - eventualmente grelhado no espeto por um habitante da Via Láctea - talvez se lembrasse da vitela que tinha o hábito de cortar em seu prato. Pediria então (tarde demais) desculpas à vaca."

7 comentários:

  1. "meu exemplar eu grifei quase todas as páginas" sim, o meu também. Quer dizer, tenho duas edições, uma delas toda grifada e a outra mais ou menos porque é a bonitinha, risos. Mas esse livro é maravilhoso demais. Fico contente que tu tenha lido e gostado porque é o meu favorito da vida. Já li e reli trocentas vezes e sempre descubro algo novo nele.

    ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu grifei porque a edição era de sebo e já estava bem surradinha, mas acho que mesmo se não fosse eu grifaria porque só coisa linda que quero relembrar depois. Essa foi minha primeira vez, com certeza quero repetir. Obrigada pela indicação Mia <3

      Excluir
  2. Vou adicionar a minha lista! Você conhece o skoob? ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gi, conheço sim! Meu perfil lá é: https://www.skoob.com.br/usuario/770151

      Excluir
  3. Esse é o primeiro post do teu blog que leio desde que o pus no blogroll, e teus comentários introdutórios sobre o livro foram muito parecidos com os meus numa resenha que fiz de um livro do Kundera. "Existe um tempo certo para lermos seus livros, e é preciso estar disposto"
    Foi exatamente o que senti quando li, haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carolina! Obrigada por adicionar meus blog no seu blogroll, fiquei muito feliz <3 E sim, Kundera é assim mesmo, todo mundo que eu conversei sobre tem essa mesma percepção, pretendo ler os outros livros dele muito em breve.

      Excluir
  4. ouço taaaaaanto sobre esse livro e como ele é maravilhoso, quero muito ler!

    ResponderExcluir

Suspirare © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.