17 de abr de 2017

Tears dry on their own

Ou, como Amy Winehouse me ajudou a passar por uma crise de ansiedade.

Ontem era domingo de Páscoa e eu ao contrário de todas as outras Páscoas, não passei com a minha família e talvez por esse motivo aliado à TPM (que não amenizou nem com a excessiva quantidade de chocolate ingerida) estive bastante triste, principalmente a noite, pior maneira de se passar esse dia tão especial. E além disso, era domingo e domingo é um dos piores dias da semana pra mim, emocionalmente falando, ganha até da mal falada segunda-feira. Domingo é um dia em que você dorme sabendo que amanhã quando abrir os olhos terá que se levantar e enfrentar a vida, que você dorme pensando em tudo o que tem de fazer (e essa semana particularmente é bastante coisa) e planeja tudo e acha que não vai dar e aí chega aquela velha amiga chamada ansiedade, não que ela precise de motivos para chegar, mas se tiver algum ela com certeza fica bem mais insuportável.

E no meio dessa angústia, pra colocar mais lenha na fogueira da bad me deu vontade de ouvir Amy. Já faz um tempo que assisti o documentário dela e desde então evitei ouvir as músicas porque me faziam lembrar da história, do significado das letras, de todo aquele monte de shit que foi a vida dessa pobre menina. Mas ontem eu ouvi e o que achei que seria um gatilho para ficar pior, foi na verdade algo positivo pra mim, talvez escolhi as músicas "certas" ou consegui fazer uma interpretação mais voltada para a minha vida neste momento, mas foi algo bom, não sei explicar o motivo.

Talvez porque tenha sido um tapa na cara, algo me dizendo que a minha vida, os meus problemas são bem mais amenos do que os problemas do mundo (não que sejam menos importantes, mas eu posso resolver) e que independente de qualquer coisa, tudo fica bem no final e que não importa o quanto você chore, as lágrimas secam por conta própria.

Thank you, Amy <3

3 comentários:

  1. É incrível como a música tem um grande efeito sobre nós.
    Adorei também a forma que você analisou os problemas de você e Amy, em como isso te fez pensar no lado bom das coisas!

    Bons ventos sempre!
    Sté

    ResponderExcluir
  2. Tudo vai dar certo, o mundo é construído sobre isso.
    (;

    ResponderExcluir
  3. domingos são complicados mesmo, né, a gente fica com a cabeça cheia de coisa e pensamentos ruinzinhos :( mas é isso ai, quando bate a bad a gente tem que arrumar coisinhas que nos aliviem e façam seguir em frente mesmo. força!

    ResponderExcluir

Suspirare © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.