4 de nov de 2016

A mágica da arrumação


Autor: Marie Kondo
Editora: Sextante
Páginas: 160
Sinopse: "A mágica da arrumação se tornou um fenômeno mundial por apresentar uma abordagem inovadora para acabar de uma vez com a bagunça. Aos 30 anos, a japonesa Marie Kondo virou celebridade internacional, uma espécie de guru quando o assunto é organização. Seu método é simples, porém transformador. Em vez de basear-se em critérios vagos, como "jogue fora tudo o que você não usa há um ano", ele é fundamentado no sentimento da pessoa por cada objeto que possui. O ponto principal da técnica é o descarte. Para decidir o que manter e o que jogar fora, você deve segurar os itens um a um e perguntar a si mesmo: "Isso me traz alegria?" Você só deve continuar com algo se a resposta for "sim". Pode soar estranho no começo, mas, acredite, é libertador. Você vai descobrir que grande parte da bagunça em sua casa é composta por coisas dispensáveis. Pratico e eficiente, este método não vai transformar apenas sua casa - ele vai mudar você. Rodeado apenas do que ama, você se tornará mais feliz e motivado a criar o estilo de vida com que sempre sonhou."

Desde que decidi ser melhor comigo mesma, com a vida, o universo e tudo mais, brotaram do além algumas coisas pra me ajudar com isso, como por exemplo a Marie Kondo. Tá que não foi tão do além assim, porque eu comprei o livro em um catálogo, tive que esperar ele chegar, demorei um pouquinho pra ler e essa função toda, mas o que eu quero dizer é que assim como aconteceu com A Menina Submersa, li A Mágica da Arrumação exatamente quando estava precisando ler. Ao universo, meus agradecimentos.

Confesso que no começo não gostei muito não, a Marie contando como ela era quando criança, que queria organizar a casa toda e entrava em conflito com o restante da família, eu pensei: que menina chata pra cacete hein? Outra coisa que não me agradou foi o fato de que tem algumas coisas repetidas várias vezes, mas depois eu fui entender que esse é um método comum entre os japoneses: de repetir várias vezes a mesma coisa para a melhor fixação. Em alguns momentos me identifiquei com essa resenha pra lá de sincera que a Nicas fez desse livro sem limites.

Mas no decorrer da leitura, aquele método, aquilo que ela falava foram me conquistando, por que sabe? Marie Kondo é muito mais do que arrumação e organização da casa, ela fala coisas que nos fazem pensar e enxergar além de apenas isso. Vamos por pontos:

1) Organizar tudo de uma vez, veja bem, isso parece ser impossível por que cadê tempo? Mas se queremos mesmo botar tudo em ordem, tirar um tempinho pra fazer isso definitivamente é essencial. Nunca gostei daqueles métodos de organizar um cômodo por dia, por exemplo, porque quando acabava de organizar toda a casa aquele cômodo pelo qual comecei já estava uma bagunça novamente.

2) Organizar por categorias, não por local. Por exemplo, quando formos organizar as roupas devemos reunir todas as roupas que temos na casa e lidar com elas primeiro, só depois disso vamos para a próxima categoria, isso faz com que enxerguemos os excessos que temos.

3) Organizar na sequência. Existem coisas mais difíceis de organizar e de se desfazer que outras, por isso Marie recomenda uma sequência em que isso deve ser feito: roupas > livros > papéis > miscelâneas > itens de valor sentimental como fotos, cartas, etc.

4) Se perguntar: "Isso me traz alegria?" Nossos objetos carregam um valor emocional de alguma forma e alguns deles nem sempre tem uma boa energia ou nos trazem boas lembranças, no método da Marie aprendemos a olhar cada objeto individualmente e nos questionar se aquilo nos traz alegria, se sim permanece, se não... pra quê continuar com algo que nos deixa na bad toda vez que olhamos pra ele?

5) Demonstrar gratidão. Se nessa organização decidirmos descartar algo devemos olhar para aquele objeto com gratidão, pois de alguma forma nos foi útil em algum momento, mas hoje não condiz mais com nossas necessidades ou escolhas. Mas também devemos ser gratos com aquilo que decidimos manter e com o que adquirirmos futuramente, pois farão parte da nossa vida e nos ajudarão a criar nossa história.

Tudo isso parece um tanto quanto utópico, afinal tem algumas coisas bem distantes da minha realidade, mas o legal da coisa é você ler, absorver aquilo que pode te ajudar e adaptar pra sua vida. Uma das coisas que mais me ajudou nesse livro foi essa questão de: "Isso me traz alegria?" Muitas vezes permanecia com objetos que me traziam lembranças que gostaria de esquecer, mas não conseguia me desfazer dele, ou então guardava alguma roupa que não servia mais ou que não gostava mais de vestir com a desculpa de que "ah, um dia vou usar" e nunca usava. Se livrar de coisas que não nos fazem bem nos ajuda a liberamos mais espaço nos armários e na vida.

Não que seja assim tão fácil, mas seguimos tentando, se até Emily Gilmore conseguiu, por que não eu?

6 comentários:

  1. Precisava que minha mãe lesse esse livro, haha! Cogitei lê-lo mas a Nicas me desencorajou =P Quem sabe, um dia. Sei que ela tem métodos muito bons, mas não sei se estou preparada pra elitura do livro.

    ResponderExcluir
  2. Eu não sei se teria paciência para ler esse livro, mas parece que essa divisão de prioridades da arrumação deve ser muito boa mesmo.
    Beijos, Aline
    Verso Aleatório

    ResponderExcluir
  3. Já vi várias pessoas falando desse livro, mas nunca tive curiosidade de ler. Eu sou dessas pessoas que são ótimas pra arrumar coisas, mas péssimas pra manter organizado. Gostei da primeira dica dela, é muito mais fácil arrumar tudo de uma vez, mas acho que eu precisaria de, pelo menos, uma semana pra fazer tudo isso (e ia ser uma semana péssima, porque eu ia ter que dormir sabendo que a tarefa está longe de ser concluída). Também gostei bastante de organizar as coisas por categoria, e não por cômodo. Nunca tinha pensado nisso, mas parece muito mais lógico fazer desse jeito.

    ResponderExcluir
  4. Eu estou simplesmente doida com esse livro, mas como já sou a louca da organização/arrumação, acho que ficarei pior rs

    Blog.
    Facebook.

    ResponderExcluir
  5. Eu terminei de ler "A mágica da arrumação" ano passado e sinto que consegui dar um boost na minha vida! Concordo em MUITOS aspectos com a resenha da Nicas, mas o livro me serviu mais como pontapé inicial (e necessário) do que guia. Tem vários pontos nada a ver e muitos outros que adaptei, porém, é exatamente como você comentou: devemos ler e absorver o que nos é útil.

    Attraversiamo

    ResponderExcluir

Suspirare © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.