19 de ago de 2016

Escrever se aprende escrevendo

Eu comecei a escrever (e ler) muito nova, antes mesmo da idade escolar, influência da minha mãe que é professora, mas ela diz que não influenciava em nada, já que segundo ela, eu buscava aprender tudo sozinha, mas é claro que influenciava, o exemplo é tudo não é mesmo?

Escrever sempre foi uma paixão (guardo todos os meus cadernos desde sempre e ai de quem ousar pensar na ideia de jogá-los fora) e eu achava que escrevia bem (modéstia mandou um oi), mas conforme vou lendo mais livros, visitando mais blogs percebo que eu não sei escrever nadinha e que sou uma negação perto dos textos dos outros. É aquela história, nunca estamos satisfeitos e eu como incorporo o perfeccionismo fica mais difícil de lidar ainda.

E isso estava fazendo com que eu parasse e me desmotivasse. Mas afinal, se eu não treinar como serei boa em algo? É como praticar algum esporte ou tocar algum instrumento, você não nasce com o dom, tem que se esforçar, treinar, errar, cair e com isso melhorar. O meu intuito com o blog era esse: treinar a escrita, mas ele estava tão abandonado que nem para isso servia mais. E aí eis que surge o BEDA e esse monte de gente unida em prol de postar todos os dias em agosto e descobri que tudo que eu precisava era dessa motivação, era de incentivo, e mesmo sem conseguir postar direitinho todos os dias eu consegui desenvolver muito mais assuntos, coisas que queria falar, mas que ficavam lá nos rascunhos criando poeira.

Vi no blog da Mia que bedar se aprende bedando e no blog da Ludimila que um escritor precisa escrever quando precisa e eu precisei bedar para perceber que preciso escrever o tempo todo "até quando a falta de inspiração vira tema de uma crônica". E que eu não preciso competir com ninguém, não é porque acho que fulano escreve melhor que o meu texto é uma merda, as vezes pode até ser, mas é a minha forma de expressar e não preciso ser melhor que os outros pra isso. Preciso apenas escrever e como diz Bukowski: "os únicos escritores que escrevem bem são aqueles que precisam escrever para não enlouquecer". E eu não enlouqueci, ainda.

4 comentários:

  1. Super concordo com vc, perto dos outros eu me sinto uma droga como escritora, sim escritora sim, pq não é só quem tem livro publicado que ganha esse título, vamos aceitar que dói mesmo rs

    MAs compartilho do teu sentimento é se escrevendo que se aprende ^^

    ResponderExcluir
  2. Concordo! Esse beda tá sendo ótimo pra blogar, acho que nessa época do ano muita gente desanima e talz, e o intuito da coisa é essa: tirar as teias de aranha e ir enchendo a internet de textos, que servem de exemplo pra outros. Até escrevi semana passada sobre como eu acho que escrevia melhor antes, mas também acho que escrevia mais e lia mais. Tô tentando retomar essas coisas, já acho que os posts tão saindo sem tanto esforço como estava antes de decidir fazer o beda :)

    ResponderExcluir
  3. O BEDA está me fazendo entender que eu consigo escrever até quando não tô com vontade, por mais que isso ainda seja um tanto chato. Na época do meu mestrado eu sofria horrores por isso, precisava escrever mesmo sem inspiração e começava a procrastinar. Escrever diariamente tem me ajudado com isso, está sendo uma excelente (e cansativa) jornada. ♥

    ResponderExcluir
  4. MAS FALOU TUDO! Me identifiquei muito com o que você falou, passei por esse período de insegurança com a própria escrita, eu ficava lendo os textos e as histórias das outras pessoas e pensava "por que raios vou escrever se tem gente fazendo melhor?". E é como você falou, a escrita é como um músculo que deve ser exercitado para fortalecer cada vez mais e o texto de alguém ser bom, não quer dizer que o meu seja ruim, apenas que é diferente :)


    http://catscantwrite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Suspirare © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.