Diálogo dos olhos

18:19

   Título: Diálogo dos olhos
   Autor: Juan Pablo
   Editora: Chiado
   Páginas: 220
   Sinopse: 
"Coração de espanto,
desenhado pelo silêncio (...) 
cujo canto é mudo,
Pulsa, Vibra, Coração!
Tu és um poema 
e o poema
 o mundo." 
Juan Pablo, nascido na província do Paraná, Brasil, vem mostrar a força do lirismo contemporâneo, num diálogo vivo entre tradição e modernidade em seu livro de estréia aos 21 anos de idade: 
"Mas o mundo é tão grande (...) 
nele não cabe o amor,
e a tristeza é tão grande,
a solidão é tão grande,
não pelo tamanho do mundo, 
não pelo tamanho da tristeza,
mas pelo tamanho do homem." 

A POESIA PREVALECE
Antes de falar sobre este livro lindo de poesia, quero falar sobre seu autor que apesar de ainda não tê-lo conhecido pessoalmente é como se já tivesse, pois ao ler seu livro é como se viajasse para dentro dele descobrindo seu verdadeiro eu traduzido em palavras poéticas.


Juan Pablo é paranaense, mora na mesma cidade onde eu fiz faculdade e por força do destino não nos conhecemos na época em que eu morava lá, mas de uma maneira ou de outra fiquei sabendo da existência dele e do seu livro através de uma rede social e de amigos em comum.

O que tornou Juan especial para mim foi o fato dele não deixar a poesia morrer e fazer ela ressurgir mais jovem e bonita. Confesso que não tenho um conhecimento muito grande desse gênero literário, mas sempre tive curiosidade e a poesia moderna me encanta porque consigo entendê-la melhor e como a poesia é tudo aquilo que comove, inspira, sensibiliza e desperta sentimentos posso dizer que vivo em um verso.


Diálogo dos olhos foi um encanto, um livro que você devora rapidamente e mergulha em cada palavra. Esse foi o primeiro livro que eu dobrei as páginas para marcar, risquei, fiz anotações, sublinhei pedaços que me chamaram mais a atenção. Antes eu tinha receio de fazer isso por medo de estragar o livro e despersonalizar a criação, mas foi um pedido do próprio autor para que eu fizesse isso, o que me encorajou e eu acabei gostando muito dessa experiência, me trouxe mais intimidade com o livro.


Poesia é difícil de resenhar, a magia está em cada um interpretar da sua maneira e relacionar com algo ou alguém da sua vida e a verdade é que eu não fiz este post para falar do que o livro se trata, mas sim para falar da minha impressão sobre ele e mostrar as partes que mais me tocaram. E pra divulgar que o interior também possui obras maravilhosas que merecem reconhecimento. Fica aqui também todo o meu sentimento de apoio ao Juan para que ele supere logo alguns problemas de saúde que teve ultimamente. Tenho certeza que sua poesia já está eternizada no coração de todos que te conhecem e que te apoiam de alguma maneira. Força menino!

Posts Relacionados

0 suspiros