29 de jan de 2015

O ano que eu quero (vou) ter


Ainda é janeiro, ainda é início de ano, ainda dá tempo de traçar metas a serem cumpridas em 2015. Afinal, não existe época para sonhar, para planejar, para realizar e aqui estão alguns dos objetivos para esse ano na minha vida:
- Me dedicar mais ao blog; este ano resolvi abandonar meu antigo blog para começar do zero novamente, sei que vai ser difícil e pode ser que eu enjoe deste aqui também, mas estou cheia de ideias e vou fazer o possível para que o Amorticínio seja mais atualizado. Claro que sem obrigatoriedade, quero algo que me dê prazer em fazer e não me impor uma "auto-obrigação". O Amorticínio será o meu escape, meu expositor de ideias e quero isso de uma forma bem limpa e tranquila.
- Voltar a escrever cartas; sim, eu escrevo cartas e essa paixão começou quando era criança, trocava cartas com uma prima que morava em outra cidade, tá que não era tão longe assim, mas naquela época era muito mais difícil você viajar, ligar pra uma pessoa e acessar a internet então nem se fala, logo as cartas eram o melhor meio de comunicação com alguém. Era tão emocionante a espera, escrevíamos uma para a outra pelo menos 2 vezes por mês e as cartas eram gigantescas, com muitas páginas e histórias que queríamos compartilhar, tenho todas elas guardadas com muito carinho. Depois dessa fase, não escrevi mais, até que através do blog conheci o grupo "Clube das cartas Wonderland", onde me correspondi com várias pessoas, mas ano passado eu simplesmente parei de responder, parei de escrever, me distanciei do grupo sem nenhum motivo específico... Mas agora deu saudade, claro que não vou escrever loucamente como antes, mas manterei o contato com algumas pessoas que considero ótimos correspondentes e que não merecem ficar sem resposta.
- Ler mais; ler é uma das coisas que mais gosto de fazer na vida, não é a toa que aprendi a fazê-lo com 3 anos de idade, graças aos meus pais que me incentivaram e ajudaram muito. Porém, assim como fiz com as cartas deixei um pouco de lado a leitura, tenho vários livros em casa que ainda não foram lidos, minha meta esse ano é ler todos os que eu tenho e só depois disso comprar novos, senão só vou comprando e deixando pra depois. Vou começar me desafiando com um livro por mês, se eu conseguir isso já está ótimo.
- Ser mais organizada; eu tento, juro que eu tento, mas não consigo. Um exemplo é o meu guarda-roupa, arrumo no sábado, mas durante a semana em vez de manter organizado vou tirando tudo do lugar e deixando a organização para o próximo sábado novamente. Gostaria de mudar isso, organizar todos os dias um pouquinho para que meu sábado seja menos cheio de faxina e essa é mais uma das minhas metas do ano. No trabalho já estou conseguindo, comecei a anotar TUDO na agenda e isso tem me ajudado muito para não esquecer de nada e conseguir cumprir o prazo de todos os compromissos, agora tenho que levar esse espírito de organização para todos os lugares, isso evita o retrabalho e nos deixa menos estressados.
- Economizar; essa (assim como a organização) é uma das metas mais clichês no início do ano, mas sério, é extremamente necessário. Quando você para para analisar financeiramente o ano que passou pensa em tanta coisa que poderia ter deixado de comprar, ou comprado de outra forma para que no final sobrasse um trocadinho no bolso, mas não o fez e aí bate o arrependimento. Isso aconteceu comigo em 2014, muita coisa inútil, desnecessária e supérflua comprada e jogada em um canto qualquer porque obviamente não estou usando. Estou começando por aí: me desapegando de coisas que não uso mais ou que nunca usarei, tentando viver o mais minimalista possível e evitando comprar toda e qualquer coisa sem estar realmente precisando. Outra coisa: guardar dinheiro na poupança, estou fazendo o desafio das 52 semanas para poupar dinheiro, e está dando super certo porque se você deixa dinheiro na conta corrente é muito mais fácil de perder o foco e gastar do que se ele estiver na conta poupança. E uma das coisas mais difíceis pra mim: não comprar roupas e calçados! Desde o começo do ano não comprei uma blusa ou um sapato sequer e já vai fazer um mês, pode parecer pouco tempo, mas é difícil ter auto-controle e estou conseguindo. Quero ficar pelo menos 6 meses sem comprar NADA, porque tenho tanto que nem uso, ou seja, não estou precisando, logo não comprarei. 
- Cuidar mais de mim; eu nunca fui uma pessoa muito vaidosa, maquiagem mesmo nem sei fazer direito, nunca quis ser a mais "linda", mas hoje entendo que tenho que me cuidar. Não estou falando só de aparência física, mas de autoestima e bem estar interior, estou sentindo o "peso do tempo", e o passar dos anos não perdoa, então quero começar logo para quando eu envelhecer não me arrepender de não ter feito nada para melhorar. Já estou começando a fazer caminhadas no meu bairro e semana que vêm começo academia, também estou estudando Yoga para praticar em casa mesmo porque não encontrei nenhuma academia que ofereça aqui na cidade. Estou tentando estar em paz comigo mesma, porque ando com alguns conflitos emocionais ultimamente e creio que cuidando mais de mim consequentemente vou gostar mais de mim!


Não vai ser fácil, eu sei, mas se não traçarmos metas viveremos assim "deixando a vida levar", porém gosto de estar no comando e quem vai levar a vida sou eu. Muita coisa vai mudar e pra melhor, vou deixar de lado a procrastinação extrema que habita o meu ser e isso vai ser como tirar um urso panda das costas.


2 comentários:

  1. Esse ano estou mais focada em mim, quero cuidar principalmente da minha saúde e o sedentarismo me atrapalha, também tenho muitos livros acumulados que não tirei do plástico aqui em casa, pretendo iniciar essas leituras :)
    senhorita agridoce

    ResponderExcluir

Suspirare © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.